CeMENutri - Centro de Metabolismo em Exercício e Nutrição - FMB
 

Arquivo de Notícias

 

 

 

 

OBESIDADE: CAUSA OU CONSEQÜÊNCIA?

O excesso de peso associado ao aumento da gordura corporal (obesidade) tem se tornado uma preocupação dos profissionais de saúde, sendo considerada atualmente, uma pandemia mundial. Pesquisas demonstram que 39% das mulheres e 38,5% dos homens adultos brasileiros estão acima do peso ou obesos. Também tem sido evidenciada a forte relação entre a obesidade dos pais e o crescente aumento da obesidade dos filhos, há relatos de que ambos os pais obesos a chance do filho ser é de 80%, quando um dos dois é, a chance cai pra 50% e quando nenhum é a chance é de apenas 10%. Esse fato é preocupante visto que crianças obesas têm maior chance de se tornarem adultos obesos, bem como aquelas que nascem com algum grau de desnutrição, havendo nesse caso uma super-compensação do organismo levando à obesidade na idade adulta.

Na maioria dos casos a obesidade vem acompanhada de outras doenças como hipertensão arterial, diabetes, dislipidemias (elevação do colesterol total, dos triglicerídeos), problemas ósteo-articulares, respiratórios, aumento da possibilidade de desenvolver câncer e cálculos renais.

De forma geral, a obesidade é causada pelo aumento do consumo alimentar (por diversos motivos), normalmente, pela ingestão de alimentos ricos em gordura e açúcar e pelo sedentarismo. Diante disso, tem sido divulgado pelos meios de comunicação algumas formas de tratamento que podem comprometer a saúde do indivíduo como: as dietas da moda, o uso indiscriminado de medicamentos e cirurgias e a prática inadequada de exercício físico.

É muito importante ressaltar que apenas uma forma de tratamento é insuficiente, pois a dieta, isoladamente, leva à perda de peso, no entanto também à perda de massa muscular e água corporal; por outro lado, o exercício físico, apesar de eficiente, exige alto nível de aptidão física para que o gasto energético seja elevado. A eficiência de cada um pode ser observada no exemplo abaixo:

Dieta: uma restrição diária de 1.300 calorias da alimentação pode representar a perda de 1 kg de gordura corporal/ semana.

Exercício físico: uma sessão de exercício aeróbio (caminhada, bicicleta, natação) moderado, de 1h20' representa a perda de cerca de 400 calorias. Dessa forma, se fosse realizado apenas o exercício físico seriam necessárias 3 semanas. Contudo, o exercício físico pode trazer benefícios independentemente das mudanças no peso corporal como controle do colesterol, da glicemia, dos triglicerídeos, da pressão arterial e do estresse.

Sendo assim, a combinação dieta/exercício físico é o principal fator ligado ao controle do peso corporal, aumentando-se a perda de gordura e preservando-se os músculos.

Uma observação indispensável é que a perda de peso deve estar entre 0,5 a 1,0 kg/semana, valores acima de 1 kg podem trazer prejuízos à saúde já que o organismo terá que dispor de fontes de energia que não são oferecidas por mecanismos convencionais. Há indícios de que a rápida perda de peso causa sintomas como fraqueza, insônia, cansaço, perda de memória, perda da libido e irritação.

Dessa forma, o tratamento adequado é aquele que envolve a participação de uma equipe multiprofissional (professores de educação física, nutricionista, médico, psicólogo), que vai orientar a mudança de comportamento abrangendo dieta e exercício físico adequados, procurando alterar alguns hábitos do dia-a-dia como por exemplo: redução do estresse e da ansiedade, algumas mudanças durante as refeições, repercutindo nas mudanças do estilo de vida.

Em Botucatu, acontece o projeto “Mexa-se Pró-saúde” desenvolvido pela A. A. Pro-Fit, vinculada ao CeMENutri (Centro de Metabolismo em Exercício e Nutrição) da FMUNESP, destinado a pessoas com idade superior a 40 anos, de ambos os sexos, objetivando melhoria da saúde e da qualidade de vida. Os indivíduos realizam um programa de exercícios físicos, fazem avaliações (nutricional, física e bioquímica) a cada 3 meses e médica a cada 6 meses. Além disso, participam de palestras mensais que visam a orientação quanto ao uso de medicamentos, questões psicológicas e aspectos relacionados ao envelhecimento; também participam de grupos mensais de discussão com assuntos relacionados à nutrição.

Esse projeto é desenvolvido em alguns clubes da cidade como: Associação Atlética Botucatuense (AAB), Associação Atlética Ferroviária (AAF) e Ginásio Municipal, além de oferecer hidroginástica e musculação com objetivos específicos para a idade. A A. A. Pro-Fit atende cerca de 400 pessoas sendo que em casos particulares essas são encaminhadas a profissionais especializados para atendimento individualizado, pela equipe do CeMENutri.

Como demonstrado a obesidade é multifatorial, para tanto, é indispensável a disposição do indivíduo obeso juntamente com o auxílio dos profissionais da saúde na resolução do problema, para que haja mudança no estilo de vida e com isso perda e manutenção do peso corporal , qualidade de vida e saúde.

Prof. Dr. Roberto Carlos Burini

Nutricionista e Prof. de Educação Física (Mestre): Mônica Yara Gabriel Morelli

Nutricionista e Prof. de Educação Física (Mestranda): Mara Cléia Trevisan